Artigos

Clique nas imagens para ler mais...

DEVEMOS COMEMORAR O NATAL???

Autor

Uma pertinente reflexão sobre a fé.

A fonte da satisfação.

Corajoso Amor.

Olá amados graça e paz da parte de Cristo Jesus nosso Senhor.


Qual postura se deve tomar frente o período nacional, este conhecido como Natal?


Devemos comemorar o natal? Sim. Calma aí, procure entender o que, e porquê antes de disparar acusações.

Devemos comemorar o natal do dia 25/12 de cada ano? Não


Opa, talvez você fique um pouco confuso (a).

Brevemente vou explicar - não irei sanar as questões em volto do assunto "Natal".


O que significa a palavra "natal"? Basicamente - nascimento. Então faça as contas de quantas comemorações de aniversário você participou nos últimos anos... Cada um deles foi uma comemoração natalícia... Sim é verdade kkkk você já comemorou muitos natais. Calma eu sei que existem diferenças, mas me permita concluir o raciocínio.


Mas então devemos comemorar o natal que supostamente é o aniversário de Jesus (25/12)...? Não. Afinal, não se tem uma data precisa e esta não é e não faz referência a Jesus. (Todos que argumentam contra o natal, fazem questão de explicar porque... E cada qual parte de um pressuposto.)

Agora veja o que significa "comemorar"? Substancialmente - trazer a memória ou lembrar. E nós devemos lembrar de que Jesus nasceu? Sim...


Tendo isso em vista, juntemos os conceitos: comemorar e natal e ligue os tais a pessoa de Jesus.

Agora responda para si mesmo como bom cristão. Devemos comemorar o natal de Jesus? Sua resposta é SIM.

Porquê? Porque é essencial não apenas lembrar, mas enfatizar que nosso salvador (que sempre existiu) nasceu como um reles menino, formado a nosso semelhança no ventre de uma mulher chamada Maria, a mesma foi escolhida por Deus para carregar o seu próprio Salvador em seu ventre. Ela não é mais que uma simples mulher que agiu com fidelidade ao chamado divino. Mas aquele menino, aquela pequena criança não era apenas uma pessoa humana, ele é também o próprio Deus, agora encarnado, preparado e formado homem, com o objetivo nobre de pagar o preço dos nossos pecados morrendo em nosso lugar, morte de cruz, a maneira mais cruel conhecida de se matar por tortura uma pessoa naquela época. Mas como tudo isso foi possível, como Deus pode morrer por nós, porque nos amou incondicionalmente e por isso veio a este mundo, nasceu. Teve um dia de nascimento, o dia natalício, mas o que comemoramos não é o dia e sim o fato, Jesus nasceu entre nós.


Sim devemos comemorar o natal, mas isso deve ser feito todos os dias, em todas as reuniões de oração, em todos os cultos e para todo o sempre. Ora, um dia, o dia 25/12 não faz jus a nossa capacidade e nossa ação de comemorar o natal que se refere a Jesus. Mas quais posturas deveram ter frente ao natal, este aí tão presente na mente de todos a nossa volta, incluindo familiares não crentes...? Devemos suplantar a mentira com a verdade. Devemos fazer com que os tais presentes do bom velhinho sejam nada diante do verdadeiro presente dado por Deus a nós, seu filho unigênito, pelo qual temos vida eterna, a mesma que nem um bem da terra ou até mesmo toda ela, não é capaz de pagar, e este bem eterno nos é concedido como um presente.


Não de atenção para árvores coloridas, velhinho de vermelho, etc. etc. E cuide para não deixar suas crianças iludidas com a mentira, mas de a eles a verdade. A verdade com certeza irá fazer muito mais efeito no coração de nossas crianças.


A muito que se poderia dizer aqui, mas prometi falar pouco kkk. Então fica aí a dica, aproveite que todos falam do menino na manjedoura e fale você para todos o que este menino fez por nós, comemore não apenas o natal de Jesus, mas também todos os seus feitos e divulgue-os o máximo que puder.


Nós somos a carta de Deus enviada ao mundo, vamos fazer o mundo lê-la.


Grande abraço.

Pr. Ajadil Queiroz

A igreja não foi criada para me agradar.

Foi feita para agradar ao Senhor.

Wiersbe afirma: “A "cruz" é algo aceito espontaneamente como parte da vontade de Deus para a vida de cada um. O cristão que afirmou que seus vizinhos barulhentos são a "cruz" que deve carregar com certeza não entendeu o significado de morrer para si mesmo.”[...] “devemos amar a Cristo acima de todas as coisas, mais até do que a nossos familiares (Lc 14:25-27).”[...] Quando compreendemos essa verdade somos capazes de prestar adoração aceitável ao Senhor Jesus.

Deus rejeitou a oferta (Culto) de Caim (Genesis 4:3-4). Em Amós 5: 21-23 vemos um retrato de um povo em desobediência, e seu culto não era aceito por Deus. As vezes ouvimos: Não me sinto bem na igreja... Hoje o culto não me agradou... Mas na verdade, quem tem o direito de avaliar o culto e aceita-lo ou não é o Senhor, porque Culto é algo que nós fazemos ao Senhor (Romanos 12:1-2). Deixo aqui a proposta de repensarmos o que nos leva a tais falas e ações, afinal o sábio dá um aviso relevante e muito atual “Guarda teu pé ao entrares na casa do Senhor. Eclesiastes 5: 1-7

Outras falas também nos geram preocupação, uma delas é “Continue do jeito que está”, mas não deixe de estar na igreja... Não é aceitável que alguém que serve a Cristo, e pratica sua palavra, uma pessoa motivada por um verdadeiro encontro pessoal com Jesus não sofra a transformação ou mudanças que se fazem necessárias, Jesus afirma que é preciso mudar SIM (João 3), se nossas sensações ao estar prestando adoração ao Senhor não são agradáveis, devemos reexaminar nossas motivações, e sim, devemos nos manter ligados no corpo de Cristo á igreja. Em relação ao reexame lembre-se de textos como o de Lucas 14:27 - Tome a sua cruz e siga-me = Para onde? Para a Cruz. Fé suficiente para se preciso for morrer por causa de, para e por Cristo. Mas O que significa "carregar a cruz"? Significa identificar-se diariamente com Cristo na vergonha, no sofrimento e na entrega à vontade de Deus. Significa morrer para si mesmo, para os próprios planos e ambições e estar disposto a lhe servir conforme sua direção (Jo 12:23-28). Compreenda que nós somos a igreja de Cristo, com isso em mente releia: A igreja não foi criada para “me” agradar. Foi feita para agradar ao Senhor.

Pr. Ajadil Queiroz

"Destaque"

"Confiar e Descansar." Por: Ana Célia Alvares Gerotti

Autor

  • Mais Textos.

Uma pertinente reflexão sobre a fé.

A fonte da satisfação.

A Ofensa: Como isso pode acontecer comigo?

Corajoso Amor.

Perdão, se você não dá você não recebe.

Que culto demorado!

Uma Dádiva Poderosa

Uma Dádiva Poderosa

O Dízimo na Escritura

Corajoso amor!

Não temas, se viveres em amor, tendo Deus como Pai, terá o bem para sempre, seja na terra ou nos céus.


Então, Jesus clamou em alta voz: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito! E, dito isto, expirou” (Lucas 23:46).

Dizem que o medo é um bom sentimento. Nos impede de mergulhar de cabeça naquilo que desconhecemos. Nos leva pisar com calma no chão da vida, e alçarmos voos com prudência. Já ouvi que uma dose de medo, dá sentido a nossa humanidade, composta de fragilidades e limitações. O medo dá o alerta: vá com calma!

Por outro lado a Bíblia nos fala de outro sentimento que desafia o medo, aliás, todo ele. Estou me referindo ao amor, o verdadeiro amor. Não há medo que o resista, pois ele é: paciente, benigno, não ciumento, sem exibimentos, conveniente, sem auto interesse, não irritante, sem ressentimentos, justo, verdadeiro, além disso é crente, sofredor, esperançoso e inacabável.

O amor não teme nem mesmo a morte, pois aos que amam a Deus, o próximo e si mesmo, passarão da morte para a Vida.

Jesus o amor encarnado, ante a morte com absoluta segurança bradou: Pai, nas tuas mãos entrego o meu Espírito.

Não temas, se viveres em amor, tendo Deus como Pai, terá o bem para sempre, seja na terra ou nos céus.

Pr. Ismael Narcizo

Ministério de Ensino Convenção Regional Sul-Mato-Grossense

Autor

Pr. Ismael Narcizo

Ministério de Ensino Convenção Regional Sul-Mato-Grossense
  • Mais Textos.

O Dízimo na Escritura

Perdão, se você não dá você não recebe.

Uma Dádiva Poderosa

Uma Dádiva Poderosa

Boas Obras.